Alexandre Nardoni, Roger Abdelmassih e braço-direito do PCC são soltos por causa de decisão do STF que soltou Lula

Por causa da decisão do STF que acabou com a prisão após a condenação em segunda instância e beneficiou o ex-presidente Lula, Alexandre Nardoni, Roger Abdelmassih e o braço-direito do PCC foram libertados. Links que anunciam a soltura de Alexandre Nardoni (condenado pela morte da filha Isabela Nardoni), Roger Abdelmassih (médico condenado por abuso sexual) e Odemir dos Santos (chamado de “braço-direito do PCC”) começaram a viralizar na internet. Junto aos links, há comentários que apontam que as libertações se deram por causa da decisão do STF que beneficiou Lula.

Texto do boato que circula

O Nardoni !? Nada demais, só matou uma criança! Mais um inocente na rua, parabéns ao STF …
Olha aí que STF fez soltou até esse b… que matou a própria filha…. Tudo pra soltar o otário do Lula…
Aí PTzada… Bora libertar o Lula*drao”… Chego ficar com vontade de vomitar com tamanha nojeira do STF e sua gangue com esse tipo de atitude…
Já já vai sair o pobre coitado do Roger Abdelmassih que só estuprou 37. Nada demais né !? Esqueçam a p… do Lula e Bolsonaro, essa m… toda vai além da política !! Pois é, Lula livre e mais um monte de bandidos junto com ele. Prabens pelo ótimo trabalho do STF. Versão 2: Pra você que defende Lula, saiba que outros criminosos também foram beneficiados com essa absurda decisão do STF.

Mais um “inocente” deixa a prisão após a decisão do STF em derrubar a prisão em 2 instância. Versão 2: A m… já começou a vazar… Viva os m… e filhos da puta do STF… Versão 3: O Lula nem me preocupa, a m… é quem vai vir junto nessa barca do Supremo.

Mas afina, será que Alexandre Nardoni, Roger Abdelmassih e braço-direito do PCC são soltos por causa de decisão do STF que beneficia Lula?

todos os anúncios de soltura são antigos e nada têm a ver com a decisão do STF que beneficiou Lula. os próprios links que estão circulando em redes sociais desmentem a tese de que as libertações citadas ocorreram por causa da decisão do STF sobre a prisão após a segunda instância. Em todos os casos, as notícias são anteriores à decisão e nada têm a ver com esse tipo de regra.

Alexandre Nardoni, a decisão ocorreu no dia 30 de outubro de 2019 e atendeu a um pedido de progressão de pena. Nardoni progrediu para o regime semiaberto por ter cumprido mais de um sexto da pena e tido bom comportamento. Ele chegou a ter esse benefício concedido (em caráter liminar) de abril até agosto (quando foi revogado até a decisão final, de outubro). Ou seja: não tem nada a ver com a decisão do STF.

“braço-direito do PCC” é similar ao de Nardoni. A soltura dele se deu em setembro deste ano após decisão monocrática do ministro Marco Aurélio Mello, do STF. Na decisão, o ministro entendeu que ele não poderia estar cumprindo pena sem ter sido condenado (Odemir estava preso desde 2016). Ou seja: nada tem a ver com prisão após condenação em segunda instância.

Roger Abdelmassih é o mais bizarro de todos. Isso porque o link em questão é de 2017. Na época, o ministro Ricardo Lewandowski deferiu o pedido de uma liminar para que o médico ficasse em prisão domiciliar por questões de saúde (de novo, nada a ver com segunda instância). A liminar foi cassada em uma semana e, de lá para cá, Roger Abdelmassih saiu e voltou para a cadeia mais uma vez.

Conclusão: É Falso que Alexandre Nardoni, Roger Abdelmassih e o braço-direito do PCC foram soltos por causa da decisão do STF que beneficiou Lula. As notícias que circulam online não são atuais e não têm a ver com a prisão após a condenação em segunda instância.