Departamento de Saúde do Canadá lançou boletim com dicas sobre coronavírus

Segundo texto que circula, Por meio de um boletim, o Departamento de Saúde do Canadá deu uma série de dicas para as pessoas se prevenirem contra o coronavírus. Entre as dicas estão manter a garganta úmida, evitar pimenta, frituras e não ir a lugares públicos.

De acordo com a mensagem, o órgão teria recomendado que as pessoas tomem água aos poucos (para manter a garganta úmida), evitem lugares lotados, fujam de frituras e pimenta e, de quebra, dá uma lista de sintomas da doença. Leia o texto:

Boletim do Departamento de Saúde do Canadá: informe suas famílias, parentes e amigos Atualmente, a infecção respiratória superior que afeta a China é bastante grave. O vírus causador é muito potente e resistente aos antibióticos existentes. (o vírus não é uma infecção bacteriana, portanto, não pode ser tratado com antibióticos). O método de prevenção agora é manter a garganta úmida, não deixe a garganta secar. Portanto, não segure sua sede, porque depois que a membrana da garganta estiver seca, o vírus invadirá seu corpo dentro de 10 minutos. Beba 50-80cc de água morna, 30-50cc para crianças, de acordo com a idade. Sempre que sentir a garganta seca, não espere, mantenha a água na mão. Não beba bastante de uma vez, pois isso não ajuda; em vez disso, continue a manter a garganta úmida. Até o final de março, não vá a lugares lotados, use máscara conforme necessário, especialmente em trem ou transporte público. Evite alimentos fritos ou picantes e carregue vitamina C. Os sintomas / descrição são: 1. Febre alta repetida. 2. Tosse prolongada após febre. 3. As crianças são mais propensas. 4. Os adultos geralmente se sentem desconfortáveis, com dor de cabeça e principalmente com doenças respiratórias. Esta doença é altamente contagiosa. Vamos continuar a orar e aguardar mais informações sobre a infecção. Mais além

Afinal, O Departamento de Saúde do Canadá lança boletim com dicas sobre coronavírus?

A mensagem, por si só, já nos deixou desconfiados. Isso porque ela tem algumas das principais características de boatos online como ser vaga, alarmista, com erros de português e pedido de compartilhamento (um clássico em se tratando de fake news). Há, porém, uma característica que destoa da maioria das mensagens falsas e que nos ajudou na investigação: a citação da fonte confiável.

Como o texto é assinado pelo tal Departamento de Saúde do Canadá, a primeira coisa que fomos fazer foi buscar na fonte citada. Até vimos diversas informações sobre o coronavírus no órgão. Porém, nada encontramos sobre a tal mensagem.

Ao buscar pelas informações divulgadas pelo “Health Canada” encontramos algumas divergências em relação à mensagem.

Leia o que dito sobre prevenção (traduzido automaticamente):

Lave as mãos frequentemente Lave as mãos frequentemente com sabão em água corrente quente por pelo menos 20 segundos. Use desinfetante para as mãos à base de álcool somente se água e sabão não estiverem disponíveis. É uma boa ideia sempre manter um pouco com você quando viaja. Pratique a tosse adequada e a etiqueta do espirro: Cubra a boca e o nariz com o braço para reduzir a propagação de germes. Se você usar um lenço de papel, descarte-o o mais rápido possível e lave as mãos depois. Monitore sua saúde: Se você ficar doente quando estiver viajando ou depois de voltar, evite o contato com outras pessoas, exceto para consultar um profissional de saúde. Diga a eles: seus sintomas; onde você viajou ou morou; e se você teve contato direto com animais (por exemplo, visitou um mercado de animais vivos) ou contato próximo com uma pessoa doente. Se você se sentir doente durante o voo para o Canadá ou na chegada, informe a comissária de bordo ou um oficial de serviços de fronteira do Canadá.

Não há nada sobre manter a garganta úmida, evitar frituras, pimentas e tudo que foi dito no texto. Em relação aos sintomas, também vimos algumas divergências. Apesar de o Departamento de Saúde do Canadá ter, de fato, falado em tosse e febre, nada citou sobre as crianças serem mais propensa. Veja o que foi dito sobre sintomas: “febre; tosse; e dificuldade para respirar”.

Como vocês viram, o boletim não saiu do Departamento de Saúde do Canadá. Mas de onde saiu? Muito provavelmente, de mensagens em redes sociais da Índia. Falamos isso porque antes da “versão Canadá”, o texto havia sido compartilhado como se fosse do “ministro da Saúde da Índia”. Isso valeu até um desmentido.

Em conclusão: Resumindo: a história que aponta que o Departamento de Saúde do Canadá lançou um boletim com uma série de dicas sobre o coronavírus é falsa. A história não passa de mais um boato relacionado à doença que circula na internet.